A honra de cozinhar para 4 Monges Tibetanos

14:06:00 Carla Carvalho 0 Comments


Ainda parece além do real os momentos mágicos que tive a honra de viver.
Foram dias intensos, cheios de emoções fortes. Tentei beber cada segundo, fixar cada imagem e absorver toda a energia de paz que estes 4 Monges Tibetanos proporcionaram.


Quando fiquei a saber da vinda dos Monges a Braga a emoção já foi grande.. Mas o borbulhar começou quando recebi o convite para criar uma refeição para eles. Ficarei para sempre grata ao Convento do Carmo e à Sílvia Arada por esta oportunidade.

Como eles têm algumas restrições alimentares, fui aconselhada a basear-me em coisas mais tradicionais tibetanas e indianas. Fiz bastante pesquisa, li muito sobre a culinária deles e assim nasceu a ementa: Pão Chapati, Momos e Caril de Frango com Arroz Basmati.. acrescentei ainda uma Manteiga Aromatizada para enaltecer o pão.








Eram tantas as versões que encontrava que decidi criar a minha própria visão dos pratos. Escolhi algumas pessoas para serem testers e recriei várias vezes tudo que fui idealizando.
O mais complicado foi captar a essência do fechar dos Momos.. nada que uns vídeos online e algum treino não tenham ajudado a superar. Mas passei por uma fase inicial de 'talvez não vá conseguir'.. felizmente não desisti! Agradeço à minha mãe por ter sempre acreditado que ia correr bem.
Também tive de andar bastante pela cidade de Braga para encontrar a panela de bambu onde se cozem os Momos, mas quando parecia impossível.. consegui. Obrigada Paula Rodrigues pela ajuda preciosa.

De todas as vezes que fiz o caril foi uma festa de sabores, é a verdadeira loucura de temperos, ideal para quem gosta de pratos intensos. Não percam a oportunidade de fazer e/ou provar.

O pão foi a última peça da ementa que testei. Também não correu muito bem no início, mas depois mudei alguns pormenores na receita, colocando mais uma vez o meu cunho pessoal e tudo acabou por correr bem. Durante o almoço ainda recebi mais umas dicas preciosas através da Sónia Peixoto, a tradutora que acompanha os Monges e que teve a oportunidade de ver in loco a execução do Pão Chapati na Índia.


O momento de partilhar a refeição com eles está além de tudo o que vos possa contar. Uma energia única, um respeito muito especial pela comida, que sem dúvida é sagrada.

Todas as receitas serão partilhas nos próximos posts, aqui no blog.
Espero que gostem tanto quanto eu.

Sugestões

0 comentários: